Conheça os principais tipos de fusíveis automotivos


Panes elétricas em carros, caminhões e outros veículos não são incomuns. Mas alguns motoristas, ao notar que itens como o rádio e o farol pararam de funcionar, costumam entrar em desespero antes mesmo de analisar os tipos de fusíveis automotivos e se algum deles apresenta defeito.

Em muitos casos, ao invés de abrir e mexer de forma desordenada nos aparelhos elétricos do veículo, os motoristas poderiam resolver a situação com a troca de uma única e pequena peça. Mas para isso, logicamente, é preciso entender como funciona um fusível.

Para ajudar você em situações assim, explicaremos como funciona um fusível e apresentaremos quais são os tipos de fusíveis automotivos. Continue com a gente e confira!

O que são fusíveis automotivos?

Além de ser uma das menores peças, os fusíveis também estão entre os itens mais baratos de um carro. Porém, a sua importância para os equipamentos elétricos e até para a segurança do motorista é gigante.

Basicamente, os fusíveis são dispositivos feitos para proteger o sistema elétrico dos veículos. Os primeiros tipos de fusíveis automotivos foram criados ainda no século XIX, mas eram bastante diferentes das versões atuais – em geral, eram fios abertos acoplados em pontos estratégicos a fim de conter os danos das panes elétricas.

Se utilizados corretamente, os fusíveis conseguem interromper o fluxo de uma carga de eletricidade e evitar que aparelhos e outros itens do seu carro sofram uma sobrecarga.

Quais os principais tipos de fusíveis de um carro?

Para que você consiga extrair o melhor dessas peças, é essencial conhecer os tipos de fusíveis automotivos. Eles são separados por cores, com cada uma representando uma unidade de medida da corrente elétrica (ampere):

  • Natural (transparente) — 25 A;
  • Marrom e Laranja — 5 a 7,5 A;
  • Vermelho — 10 A;
  • Amarelo — 20 A;
  • Verde — 30 A.

Além da separação por cores, os tipos de fusíveis automotivos também são diferenciados por modelo e função. Conheça os principais: 

Fusíveis de louça (cerâmica)

Recomendados para circuitos de alta tensão. Conseguem interromper grandes sobrecargas elétricas.

Fusíveis de vidro

Apresenta estrutura visível, facilitando a inspeção de suas condições. É indicado para cargas menores.

Fusíveis Lâminas

Apresentam alta resistência térmica e são efetivos contra choques elétricos e mau contato.

Minilâminas

São os menores dentre os tipos de fusíveis automotivos, mas muito utilizados em carros novos.

Fusíveis Máxi

Já esses são os maiores entre os tipos de fusíveis automotivos. São usualmente aplicados para sons dos carros.

Tendo um conhecimento sobre os tipos de fusíveis automotivos as manutenções podem ser feitas de forma adequada, como o mecânico da imagem o faz.
Conhecer os tipos de fusíveis automotivos é essencial na hora de você entender a demanda do seu veículo.

Como funciona um fusível?

De forma simples e direta, a função de um fusível automotivo é queimar. Ele age como uma barreira que recebe toda sobrecarga antes que esta chegue aos itens elétricos do veículo.

Isso é possível, pois dentro do fusível há um filamento que se rompe toda vez que a quantidade de amperagem é maior que a suportada. Quando a carga elétrica chega, o fusível derrete e interrompe a sequência antes que alcance os aparelhos.

Quais são os problemas mais comuns?

Em geral, os diferentes tipos de fusíveis automotivos só são danificados por cargas elétricas. Por essa razão, não há como prever o tempo médio de uso dessas peças. Eles podem durar 1 dia ou alguns anos.

Um fusível queimar não é exatamente um problema, pois essa é basicamente a sua função. Todavia, você pode ter algumas dificuldades caso utilize fusíveis com amperes maiores que o necessário.

Por exemplo, se a sua corrente elétrica for de 15A e você utilizar um fusível de 25A, a sobrecarga ultrapassará a peça e chegará até os componentes elétricos. Por isso, preste sempre atenção nas cores e na potência na hora de escolher os tipos de fusíveis automotivos.

Como os fusíveis se relacionam com o resto da parte elétrica e com a bateria veicular?

Os fusíveis se relacionam diretamente com a parte elétrica do seu carro e com a bateria, pois no final das contas todos fazem parte de um único sistema. Vamos para um exemplo para melhor entendimento:

Se você observar que os fusíveis estão queimando repetidamente e outros componentes elétricos, como setas e piscas, estão funcionando de forma desordenada, significa que o veículo está com problemas e que a origem possivelmente é a bateria.

Acontece que a bateria é a responsável por alimentar todo sistema elétrico do seu carro. Dependendo da marca, esse componente pode não apresentar força suficiente por um longo período. E sempre que a bateria não consegue segurar carga e trabalhar de maneira correta, o risco de pane é alto.

Para resolver essa situação, normalmente é preciso realizar a troca da bateria, que pode ser feita pelo Mourafacil.com, garantindo que os fusíveis, assim como os outros equipamentos elétricos do carro, tenham uma continuidade mais saudável.

Enfim, podemos considerar os diferentes tipos de fusíveis automotivos como verdadeiros guardas dos seus aparelhos elétricos. Sem eles, tenha certeza que seria praticamente impossível usufruir de todo o conforto e comodidade que o seu carro apresenta. Como vimos, é essencial contar com uma bateria de qualidade a fim de garantir que os fusíveis cumpram o seu papel corretamente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Peça agora! 4003.6126 Telefone Peça pelo WhatsApp