Correia dentada estourou? Saiba o que fazer e como prevenir!


Sendo uma das peças mais importantes dos veículos, a correia dentada auxilia o funcionamento correto do motor, bem como transfere energia para as rodas do automóvel. Mas eis que surge a seguinte situação: correia dentada estourou. Você sabe o que fazer nesse momento?

Pensando em te ajudar a resolver esse problema e a prevenir que isso venha a ocorrer de novo, nós preparamos o conteúdo abaixo. Confira mais nas próximas linhas!

Como saber se a correia dentada está desgastada?

Existem alguns sinais de que a correia dentada está com desgaste e se atentar a eles é fundamental a fim de evitar que a mesma estoure, causando sérios problemas para o carro e seu motor. 

Dentre os sinais que podem indicar que a correia dentada está ruim, temos a presença de ruídos, por exemplo. Por isso, caso note um barulho alto repetitivo transmitido pela parte frontal do carro, as chances do problema ser na correia são grandes. Nesse caso, pode ser que a peça tenha que ser substituída ou tensionada por um profissional especializado.

Além de ruídos, um fator importante para se atentar é o superaquecimento do motor, afinal, ao transferir energia para o resfriamento do mesmo, é possível que a correia dentada o aqueça mais. 

Por isso, caso o motor fique muito quente, não hesite em levar o veículo até uma oficina especializada. Uma correia dentada estourada pode trazer muito mais dor de cabeça, prejudicando seriamente o motor do carro.

Outra forma de avaliar o estado da peça é a partir de uma inspeção visual. Com esse procedimento, será possível perceber sinais superficiais que estão desgastando a correia. 

Como saber se a correia dentada estourou?

Antes de estourar, a correia dá sinais claros, como o barulho emitido entre os elos que se repetem bastante tempo antes dela quebrar de fato. Mas, afinal, como saber se a correia dentada estourou? 

Geralmente, a peça quebra com o motor em funcionamento. O que ocorre é o paralisamento de suas válvulas, o que faz com que o ar e o combustível parem de ser admitidos e que os gases da combustão parem de ser eliminados. 

Quando estoura a correia dentada o que acontece?

Close em um motor e correia dentada
Ao menor sinal de problema, procure um profissional qualificado

Legenda: Ao menor sinal de problema, procure um profissional qualificado

Em decorrência do que foi dito acima, a correia dentada, ao estourar, provoca um choque dos pistões com as válvulas do motor, causando um barulho alto e repetitivo decorrente disso. Basicamente, o motor do carro “morre” — e esse é o principal medo dos motoristas. 

Afinal, esse “óbito” faz com que boa parte das peças do veículo fiquem danificadas, elevando e muito o preço do conserto.

Por que a correia dentada quebra?

Correia dentada estourou? Isso pode ter acontecido por algumas razões, como a falta de óleo, que gera ressecamento na mesma e, consequentemente, a desgasta, e também a montagem errada da peça. A seguir, confira outros três motivos que podem levar uma correia dentada a estourar:

Rachaduras no corpo da correia dentada

Um dos motivos que podem fazer a correia apresentar rachaduras é o veículo ficar exposto a temperaturas muito elevadas, por exemplo. Então, caso a peça apresente rachaduras em seu corpo com 1 ou 2 cm de distância de uma para a outra, significa que está na hora de trocar a correia pois sua vida útil foi muito comprometida.

Lacunas na peça

Quando há muitas rachaduras em um mesmo local da correia, isso pode fazer com que haja a presença de lacunas no corpo da peça. Alguns motivos que podem fazer com que isso ocorra são altas temperaturas e muito tempo de utilização. 

Caso esse seja o caso da danificação de sua peça, é necessário trocar a mesma por uma nova que seja mais resistente à abrasão (desgaste por fricção) e que possua mais flexibilidade de acordo com o que pede o motor do seu veículo. 

Acúmulo de materiais nas ranhuras da correia

É comum que materiais fiquem acumulados nas ranhuras da peça, principalmente porque a mesma pode estar desalinhada, pouco tensionada ou com novas correias postas em polias deterioradas, bem como pode haver a presença de todas essas condições juntas.

É válido destacar que, no caso dessa falha promover ruídos ou muita vibração da peça, a mesma tem de ser trocada o mais rápido possível. 

Qual a vida útil de uma correia dentada?

A vida útil de uma correia dentada costuma ser medida por quantos quilômetros ou anos o veículo rodou. A estimativa que se tem, podendo variar de fabricante para fabricante, é que a peça deve ser substituída a cada 40 mil km de uso severo do automóvel ou até 100 mil km em caso do uso não exigir tanto do motor. 

O período de tempo estimado para a troca é de cinco anos, mas depende também muito da qualidade da peça, do uso do veículo, do seu modelo e da manutenção feita no mesmo. No geral, se o carro não for muito exigido e estiver com a manutenção em dia, essa média é válida. 

Para preservar ainda mais o seu veículo e seus componentes, não deixe de realizar a manutenção preventiva e utilizar uma peça de qualidade, com montagem e lubrificação corretas.

Gostou do conteúdo acima? Para conferir todas as novidades do setor automotivo, bem como tirar dúvidas, não deixe de acessar nosso blog. E se precisar trocar a bateria, já sabe, né? Conte com nossos serviços acessando o Mourafacil.com!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Peça agora! 4003.6126 Telefone Peça pelo WhatsApp