Está chegando o verão: Cuidados para não ficar sem bateria!


O verão está chegando e com ele os feriados de fim de ano. Malas prontas, viagem programada, porta malas cheio. Finalmente a oportunidade de curtir o merecido descanso. Para que tudo ocorra como o esperado, o melhor a se fazer é ter certeza de que nenhum imprevisto pode atrapalhar esse momento. 

Dentre os problemas mais comuns e às vezes negligenciados pelos viajantes, está a falta de atenção para a saúde de sua bateria. Foi pensando nisso que nós preparamos um conteúdo especial para que você consiga se planejar e evitar ficar parado no acostamento.

É comum ficar sem bateria?

De acordo com o relatório divulgado pela TrackM8, entre o ano de 2020 e 2021 houve um aumento de 33% no número de problemas relacionados à  bateria.  Ainda, o estudo demonstra que o problema específico de falta de bateria ocupa a primeira posição entre os principais chamados do seguro automotivo. A explicação é muito simples: o período da pandemia diminuiu o uso de carros, contribuindo para que eles ficassem parados por um longo período. 

A falta de uso contribui para que uma série de componentes do veículo acelerem seu processo de desgaste, sobretudo nos acumuladores de energia. Todos os componentes eletrônicos do seu veículo, incluindo o sistema de ignição, depende da estabilidade do sistema elétrico. É por isso que existem componentes responsáveis por ajudar no carregamento da bateria, como é o caso do alternador.

Esta peça transforma a energia mecânica vinda do funcionamento do motor em energia elétrica, que ajuda a recarregar a sua bateria enquanto o carro funciona. É por isso que deixar o carro muito tempo parado contribui para que seu sistema elétrico fique instável.

Então, é comum ficar sem bateria? A resposta é: depende. Com a manutenção e revisão em dia, vai ser muito difícil você ser pego de surpresa. 

Identificando problemas na bateria

Dentre os maiores pesadelos do período de férias, talvez um dos maiores seja aquele momento em que você tenta dar partida e o carro não dá partida, não é mesmo? É claro que imprevistos acontecem e não estamos totalmente protegidos para toda e qualquer situação. Porém, a realidade é que a grande maioria dos problemas com a bateria do seu carro acontece por falta de manutenção ou fim da vida útil. Para complicar um pouco mais, os sinais de que a bateria está fraca às vezes podem ser sutis, o que realmente pode causar surpresas desagradáveis. Foi pensando nisso que vamos te ajudar a entender melhor como se precaver para que nada possa estragar seu feriado.

Partida lenta

Antes de mais nada, existem três sinais que indicam que chegou a hora de trocar sua bateria. O primeiro deles é também o mais conhecido: ao girar a chave para dar a partida, você percebe que o ruído do motor de arranque está lento e pesado. Lembre-se que a ignição é um processo que precisa de eletricidade, portanto, se você sente que seu carro demora para pegar, talvez seja a hora de considerar uma nova bateria

Faróis, lanternas e paineis com luminosidade irregular

Seja com o carro parado ou durante a viagem, observe o comportamento do sistema de iluminação do seu veículo. Se você notar que os faróis estão piscando, com luminosidade irregular, mais fraca, pode ser sinal de que sua bateria está no fim de sua vida útil ou que o seu alternador esteja com dificuldades de fazer a recarga correta.

Oxidação nos polos da bateria

Close em um polo oxidado de bateria
A oxidação nos polos é muito comum, porém indica que é o momento de efetuar a troca da bateria.

É comum que os polos das baterias mais antigas apresentem oxidação. Isso acontece pelo contato entre o ácido sulfúrico presente no interior da bateria e o oxigênio do ar. Apesar de ser comum, o fato do líquido ácido vazar não é normal. Isto pode indicar que a bateria está em más condições de uso e certamente precisará de uma troca. O elemento formado a partir dessa oxidação tem coloração branco esverdeada e é chamado de Zinabre. Com o depósito dessa substância, é possível que ela isole os polos da bateria e faça com que ela não funcione. 

Como testar a bateria?

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que o teste de bateria deve ser feito por um profissional especializado e capacitado para manusear ferramentas e equipamentos necessários para realizar o teste. Fazer a manutenção por conta própria pode prejudicar seu equipamento, se feito de maneira incorreta.

A maneira mais fácil de testar se sua bateria está funcionando é através de um equipamento chamado voltímetro. Este equipamento tem o objetivo de medir a tensão elétrica de um determinado equipamento.

  • Conecte o cabo preto do Voltímetro no polo negativo da bateria
  • Conecte o cabo vermelho do Voltímetro no polo positivo da bateria
  • O leitor deve indicar uma voltagem entre 12.3V e 13V. 
  • Caso o leitor mostre voltagem menor que 12.3V, sua bateria está descarregada
  • Sem desconectar os cabos. Dê partida no veículo
  • O leitor do Voltímetro deve mostrar uma voltagem de no mínimo 9.5v.
  • Abaixo deste valor, sua bateria pode estar com problemas de carga

Quer salvar essas dicas para usar depois? É só clicar aqui!

Precisou de bateria?

 

Moura Fácil entrega sua bateria em até 50 minutos com frete e instalação grátis. Confira!

Depois de todos esses testes você ainda está inseguro sobre a capacidade de sua bateria aguentar a viagem? Apostar na prevenção é também priorizar a segurança de você e sua família. É por esse motivo que oferecemos os serviços Moura Fácil. Através de nosso portal, você recebe sua bateria em até 50 minutos com entrega e taxa de instalação gratuita

Dessa maneira você garante toda a tradição e qualidade Moura e ainda conta com o trabalho de profissionais qualificados que vão preparar seu veículo para que sua viagem seja cheia de energia. 

Quer saber mais? Acesse Moura Fácil e viaje com tranquilidade! Alias, quer saber como funciona o motor a diesel? Confira aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Peça agora! 4003.6126 Telefone Peça pelo WhatsApp