Pane elétrica: saiba tudo sobre problemas elétricos em seu veículo


Assim como todas as partes e os componentes do veículo, o sistema elétrico pode apresentar falhas, até mesmo se o automóvel receber uma manutenção periódica. Afinal, toda tecnologia e todo equipamento estão sujeitos a defeitos, principalmente quando usados de maneira intensa, como em estradas ou no trânsito. 

As panes elétricas são problemas muito corriqueiros nos veículos e podem acontecer ao dar partida com o carro, quando geralmente os pedais começam a esquentar, ou mesmo durante o percurso, quando o carro já está em movimento, por exemplo. 

É importante que providências sejam tomadas assim que os problemas elétricos forem percebidos no carro, pois, do contrário, essas falhas podem causar até mesmo incêndios e acidentes. Algumas das causas mais comuns encontradas incluem problemas elétricos devido à bateria, ao alternador,a fusíveis, ao sistema de ignição e à correia do alternador.

Pensando em te auxiliar a identificar quais são, as causas e os sinais dos problemas elétricos mais comuns no veículo, bem como dar dicas de como evitar situações assim, preparamos o conteúdo a seguir. Confira nas próximas linhas!

O que são os problemas elétricos nos veículos?

Pane elétrica: saiba tudo sobre problemas elétricos em seu veículo
A pane elétrica pode ser multifatorial. Porém, é fundamental que seu sistema elétrico conte com uma bateria de qualidade. Por isso, invista na Moura. 9 em cada 10 veículos vem com nossa bateria, de fábrica.

Os problemas elétricos nos veículos são nada mais nada menos do que excessos no sistema de eletricidade do automóvel. Ou seja, quando alguns itens do carro apresentam indícios de deterioração, seja por uso ou por tempo. A bateria presente nos veículos é uma das principais responsáveis por essas panes elétricos.

Por isso, estar atento às condições dos itens do automóvel é muito importante. Além disso, contar com a ajuda de empresas especializadas no ramo, como a Moura, garante que as peças utilizadas sejam de primeira qualidade e que possuam garantia. 

Você sabia que 9 em cada 10 veículos produzidos no Brasil vem com baterias Moura de fábrica? Isto acontece porque os fabricantes sabem que uma bateria de ponta é fundamental para a segurança e estabilidade do sistema elétrico do seu veículo. 

As novas tecnologias desenvolvidas e utilizadas atualmente nos veículos também contribuem para que esse desgaste elétrico ocorra. Dessa forma, é importante estar atento aos itens automotivos e realizar manutenção frequente do veículo.

Causas dos problemas elétricos

Geralmente, as principais causas dos problemas elétricos dos veículos são por conta da falta de atenção e reparo, quando necessário, na bateria e no alternador do carro. Além disso, o excesso de demanda elétrica e o consequente desgaste provocado são motivos que levam a panes elétricas.

Essa sobrecarga no sistema pode ser percebida, muitas vezes, por conta da utilização de peças automotivas que não são originais da fabricante do veículo, como sistema de alarme, câmbio, suspensão, amortecedor, vidros, etc.

Sinais de que há falhas elétricas

Dentre os sinais mais comuns de que há alguma falha elétrica no sistema do veículo, estão o problema para dar a partida no carro e a má atividade de itens como rádio, faróis e painel. E para identificar problemas elétricos no veículo, é indicado seguir os seguintes cuidados:

  • Caso o carro esteja em movimento, estacione-o em um local adequado;
  • Acione o pisca-alerta a fim de deixar os demais motoristas a par de que o seu carro está apresentando algum tipo de falha. Se não for possível acionar o pisca-alerta, utilize o triângulo de segurança a fim de indicar que o motivo de estar parado é por conta de uma pane elétrica;
  • Busque auxílio adequado. Então, ligue para a seguradora do veículo ou contate o serviço de socorro rodoviário;
  • Não se mantenha no interior do veículo, o mais indicado é sair do automóvel quando ele estiver nessas condições;
  • Não faça a chupeta na bateria (transferência de carga)! Em casos de pane elétrica no carro, mesmo que o problema esteja na bateria automotiva, realizar a chupeta não garantirá que a mesma volte a funcionar, afinal, ela precisa ser trocada. Do contrário, pode haver deterioração de outros componentes do veículo.

Problemas elétricos mais comuns nos veículos

A seguir, listamos os motivos mais comuns que causam pane elétrica no veículo. Dessa forma, você pode se preparar para possíveis adversidades, confira:

Bateria

Como a bateria automotiva atua acumulando energia elétrica, por utilizar muito esse sistema, pode sobrecarregá-lo e, logo, comprometê-lo. Na maior parte dos casos, o que pode ocorrer é a bateria não ter seu carregamento completo – o alternador é responsável por essa função.

Dessa forma, o carro não conseguirá dar partida – um dos sinais mais frequentes quando o assunto é pane elétrica. Isso ocorre porque a energia presente na peça não consegue ser distribuída para todos os outros sistemas. Geralmente, essa falha acontece quando o carro passa muito tempo parado (logo cedo, de manhã, por exemplo).

Por conta disso, é muito importante revisar a peça frequentemente, assim, quando a manutenção for exigida, será mais fácil de realizar o procedimento e também ela não deixará você na mão como acontece nos casos de pane elétrica.

Alternador/correia do alternador

O alternador é o responsável por gerar energia elétrica para os sistemas do veículo, operando como uma espécie de elo entre o motor do carro e a bateria, por meio de sua correia. Assim sendo, o alternador transforma energia mecânica em energia elétrica para carregar os componentes elétricos do veículo. 

A correia do alternador também pode ser a causa do problema, afinal ela transmite a força do virabrequim para a polia do componente. E como esse item é revestido de borracha, ele pode ressecar com o passar do tempo. Com isso, poderá haver pequenas fissuras capazes de romper o sistema e causar a pane elétrica no automóvel.

Quando o alternador possui algum tipo de falha, é normal que uma luz apareça no painel do veículo indicando que há algo de errado. Caso isso ocorra, é indicado que o motorista estacione o carro e faça uma inspeção técnica.

Fusíveis

Uma pane elétrica pode ser provocada também por um curto-circuito no sistema, geralmente causado por conta de um fusível queimado. Esse componente do veículo atua como uma espécie de proteção. 

Então, se houver algum tipo de sobrecarga no automóvel, em vez do problema afetar diretamente o farol, irá queimar o fusível do sistema. Para resolver isso, é simples. Basta remover o fusível, verificar se o mesmo está queimado e substituí-lo por um novo com a mesma capacidade (a qual vem informada no manual do fabricante).

Sistema de ignição

O sistema de ignição de um veículo conta com componentes como magneto, bobina, cabos, velas e chaves de ignição. Todas essas partes compõem partes cruciais para o sistema elétrico de um automóvel, podendo apresentar falhas e causar panes elétricas.

Alguns dos motivos dessas panes incluem componentes com superaquecimento, faíscas provocadas pelas altas tensões elétricas, falhas nas conexões dos sistemas e falhas no sistema de combustão interna. 

Iluminação

Todo o sistema de iluminação do veículo (farol, luz de freio, pisca-alerta, luz de posição e lanternas) podem ser responsáveis por uma pane elétrica. Por serem itens muito utilizados, principalmente durante percursos noturnos, pode ser que os componentes apresentem falhas por desgaste.

São essas falhas as responsáveis por contratempos elétricos no automóvel. No entanto, realizando a inspeção periódica do mesmo, dificilmente o sistema de iluminação apresentará problemas a ponto de causar um curto-circuito.

Injeção eletrônica

O sistema de injeção eletrônica do seu automóvel pode falhar e provocar uma pane elétrica. Por isso, é importante conferir se o motor opera normalmente quando a luz de sinalização estiver acesa. Se a luz indicadora acendeu, mas o motor parou, é sinal de que há problemas na injeção eletrônica.

Dicas para evitar panes elétricas

Os problemas elétricos ou as chamadas panes elétricas são, em sua maioria, causadas por problemas na bateria ou no alternador do veículo. Por isso, realizar uma manutenção preventiva, bem como tomar alguns cuidados é tão importante para evitar que esses problemas ocorram. 

A seguir, confira as dicas que preparamos para te ajudar a evitar situações como essa:

1. Evite dar partidas no motor em sequência 

Sucessivas partidas no motor em situações adversas do dia a dia, como congestionamentos, podem prejudicar a bateria.  Ao dar a partida permaneça pelo menos 15 minutos com o veículo ligado. Este tempo, em média, é suficiente para que o alternador reponha a carga total que a bateria perdeu ao fornecer energia na partida.

2. Evite ligar aparelhos elétricos com o motor desligado

Quando o motor do carro está desligado, ficar ouvindo rádio e música e deixar as luzes acesas pode não ser uma boa ideia. Afinal, isso faz com que a bateria do veículo descarregue mais rapidamente, podendo causar problemas no sistema elétrico do automóvel.

3. Evite pisar no freio em marcha lenta 

Quando se pisa no freio em marcha lenta de maneira repetitiva ou em sequência, a bateria fica sobrecarregada, o que pode causar sua descarga. Por isso, o recomendado é que o condutor use o freio de mão toda vez que se deparar com um tráfego lento no trânsito.

4. Atente-se para luzes acesas no painel

Se a luz da bateria acende no painel do carro, pode ser um indicador de que há problemas na própria bateria ou no alternador do veículo. Por isso, atente-se para luzes sinalizadoras acesas ou oscilantes no painel, ainda que o motor esteja operando “normalmente”. Caso a presença dessa luz seja notada, o indicado é procurar um especialista e pedir para que ele investigue o problema. 

5. Observe se o carro não pega

Se você entra no carro, vira a chave e ele demora a pegar, é sinal de que a bateria está no fim da sua vida útil. Portanto, observe os sinais do automóvel. Se isso for algo que acontece todos os dias, você deverá levar o veículo em uma concessionária autorizada ou em uma auto elétrica para verificar o problema. Para isso, você pode contar com os serviços do Mourafácil.com!

6. Realize a manutenção preventiva

Esse é o segredo para nunca ser surpreendido (a) com um problema no automóvel. Quando você faz a manutenção preventiva, o profissional verifica todos os sistemas, inclusive os itens que evitam a pane elétrica. Muitas vezes, a causa da pane está na correia do alternador. 

Para evitar o problema, o manual do proprietário do automóvel traz o período que as manutenções da bateria e do alternador deverão ser feitas. Se você respeitar as datas, as chances de ter problemas como uma pane elétrica são reduzidas.

Gostou do conteúdo acima? Para mais informações a respeito do universo automotivo, acesse nosso blog e, se precisar trocar a bateria, já sabe, né? Acesse o Mourafácil.com!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Peça agora! 4003.6126 Telefone Peça pelo WhatsApp