O que fazer quando a seta e pisca alerta não funcionam?


A seta e o pisca alerta são itens fundamentais de condução e segurança para qualquer motorista. Por serem componentes muito importantes do veículo, qualquer sinal de defeito na seta e no pisca alerta devem ser identificados e corrigidos o mais rápido possível.  Afinal, a seta e o pisca alerta servem para sinar as intenções de um determinado condutor, avisando pedestres e outros motoristas sobre quais serão seus movimentos durante a condução. 

A seta e o pisca alerta são tão importantes que seu mau funcionamento é passível de multa. Por exemplo, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, conduzir o veículo com defeitos no sistema de iluminação, de sinalização ou com lâmpadas queimadas (Art.230) configuram infração média, com multa no valor de R$130,16 e 4 pontos na carteira.

Portanto, o que fazer quando a seta e pisca alerta não funcionam? A causa principal deste defeito normalmente é causado por falha no relê, responsável por fazer a seta e o pisca alerta ligar e desligar. Para resolver o problema, basta realizar a troca da peça. No entanto, o mau funcionamento da iluminação pode ser causado também por: botão do pisca alerta, queima de fusível ou mesmo alarme defeituoso.

Se você quiser saber mais detalhes sobre o funcionamento destes ítens e como identificar a origem de um possível defeito, confira abaixo nosso artigo!

Mecanismo da seta e do pisca alerta

A seta e o pisca alerta utilizam um circuito elétrico em comum, dividindo as luzes que indicam a direção. No entanto, os componentes têm fusíveis e relês distintos, possuindo papéis próprios, mas havendo possibilidade de um afetar o modo com o outro funciona.

Vale ressaltar também que quando há adversidades em comum, geralmente a seta e o pisca alerta dão problema simultaneamente.

Sinais de que há algo de errado

Quando a seta e o pisca alerta apresentam defeitos, é normal notar a presença de alguns sinais como:

  • Seta sem acender a luz para nenhuma direção;
  • Alerta com problema;
  • Luz esverdeada da seta acesa no painel do veículo;

Mas, afinal, quais podem ser as causas desse problema e como resolvê-lo? Para responder a estas perguntas, é necessário seguir algumas orientações e ficar atento a alguns pontos que listaremos a seguir.

Como identificar e resolver o problema na seta e no pisca alerta?

Problemas elétricos devem ser avaliados por um profissional.

Vale ressaltar que a seta e o pisca alerta precisam estar funcionamento corretamente. Além dos fatores que indicamos acima, problemas elétricos podem indicar danos secundários que devem ser investigados sempre. Portanto, quando a seta e o pisca alerta não funcionar, entenda abaixo em detalhes as possíveis causas.

1. Botão do pisca alerta

Como os dois circuitos elétricos operam de forma conjunta e a corrente da seta na maioria das vezes atravessa primeiramente o alerta, se há uma falha no mesmo, a seta também apresenta um defeito. Este pode ser percebido, na maior parte das vezes, por um botão vermelho de alerta que está com mau contato.

Para testar se o problema é realmente este, ligue a seta e mexa na tecla do alerta para verificar se o indicador de direção está funcionando corretamente. Caso esteja, o problema é com o botão — o qual tem de ser substituído. E, a depender do veículo, pode ser preciso fazer a troca do aparelho de acionamento interno.

2. Relê do pisca alerta

Muitos motoristas se perguntam como saber se o relé do pisca está queimado e, para responder a esta pergunta, é necessário averiguar mais sobre seu funcionamento. Como o alerta depende do repetidor de direção para operar, quando este não está funcionando, a seta e o pisca alerta também não funcionam. 

Para verificar se o relé do carro está bom, basta reparar na luz de LED que indica que dispositivo está ligado. Caso essa luz esteja desligada, é possível dizer que o relé do veículo está apresentando defeitos.

3. Fusível

Além do relé e do botão de alerta, uma peça que pode prejudicar o funcionamento da seta e do pisca alerta é o fusível que cada um possui. Quando este está queimado, pode significar que houve um curto-circuito ou alguma falha na parte elétrica do veículo.

Para trocar esse componente, basta conferir no painel de fusíveis presente no carro a quantidade equivalente à seta e ao pisca alerta, trocando, se necessário, o fusível com falhas por um novo com a mesma amperagem.

4. Alarme

O alarme é outro ponto que pode interferir no funcionamento da seta e do pisca alerta do veículo, caso haja um curto-circuito ou com mau contato na fiação. Isso ocorre porque o alarme usa as mesmas lâmpadas para operar. Em caso de defeito neste componente, o indicado é conferir o problema em uma oficina e, depois, repará-lo.

Seta piscando rápido: o que pode ser?

Quase sempre, quando a seta começa a piscar rapidamente, significa que uma das luzes que indicam a direção queimou, o que muda o fluxo elétrico e faz com que o relé acione a luz em uma ritmo mais acelerado.

Quando se deve ligar o pisca alerta?

O pisca alerta deve ser ligado a fim de avisar os motoristas e pedestres presentes no tráfego sobre as ações que o carro fará ou sobre algum problema. Vale lembrar novamente que este componente só deve ser acionado quando o veículo estiver parado, seja no acostamento de uma estrada ou em uma via pública apropriada.

Gostou do conteúdo acima? Para ficar por dentro de muito mais do universo automotivo, acompanhe os outros posts do nosso blog. E se precisar trocar a bateria, já sabe, né? Basta acessar o Moura Fácil!

Quer saber como funciona o motor a diesel? Confira aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Peça agora! 4003.6126 Telefone Peça pelo WhatsApp